Fraturas Orientações Médicas / Ortopedia  

Do que os ossos são feitos ?

Para ficar mais fácil entender como os ossos quebram, é importante saber como os ossos funcionam e do que eles são feitos. 

Os ossos do corpo formam o esqueleto, que suporta e protege as estruturas moles do corpo. 

O centro do osso é mais mole do que a parte externa.

O osso é composto por 3 células: Osteoblastos, Osteócitos e Osteoclastos.

Os Osteoblastos são responsáveis pela formação óssea, os osteócitos, encarregados da reabsorção óssea, ou seja, da destruição do osso e os osteócitos são as células adultas.

1

Como as fraturas ocorrem ?

Os ossos são rígidos, mas eles se dobram quando uma força externa é aplicada sobre eles.

Quando essa força é interrompida, o osso volta a sua forma normal. Porém, se a força for grande ou contínua o osso poderá quebrar.


Tipos de fratura:

A gravidade da fratura geralmente depende da força que causou a fratura. Se a força é pequena o osso geralmente se quebra em duas partes, mas quando a força é muito grande o osso pode se partir em vários pedaços. As fraturas podem ou não apresentar algum deslocamento entre os pedaços.

Existem também as fraturas expostas, que ocorrem quando um pedaço do osso fraturado perfura a pele, essa é uma fratura bem grave, pois uma vez que o osso atravessa a pele, o osso e os tecidos ao redor podem ser contaminados, podendo levar a uma infecção.

2



Como é feito o diagnóstico ?

O diagnóstico é feito através do exame físico e de um Raio-X.


Qual é o tratamento?

Como geralmente os pacientes que sofrem uma fratura apresentam dor intensa e, muitas vezes, incapacidade de movimentar a área afetada,  a procura pelo atendimento é quase que imediato.  São poucos, porém reais, os casos em que pacientes fraturam alguma parte do corpo mas não sentem dor.

O principal tratamento é a imobilização da área afetada. Quando a fratura apresenta deslocamento entre os pedaços, o médico fará uma “redução” da fratura, realinhando os seus pedaços, esse procedimento é geralmente feito sob o efeito de algum anestésico. Se
após a redução o alinhamento se mantiver correto, o médico irá imobilizar o membro, mas se após a redução a fratura voltar a se desalinhar, o médico poderá optar por uma cirurgia.

Em casos de fraturas expostas deve-se colocar uma gaze limpa sobre a região aberta, enquanto aguarda a cirurgia.

O paciente será orientado a ficar com o membro afetado elevado para evitar edema na região da fratura.

As fraturas de coluna são tratadas de maneira diferente das outras fraturas.

O tempo de imobilização irá depender do local da fratura e tipo de tratamento.


Fisioterapia:

A fisioterapia tem papel fundamental na recuperação das fraturas.  Quando o gesso é retirado, a fisioterapia pode ser iniciada.   Na fase inicial, a fisioterapia terá o objetivo de diminuir a dor e edema do paciente, mas assim que a fratura estiver consolidada o
fisioterapeuta poderá passar exercícios para que os movimentos e a força da articulação envolvida voltem ao normal.

 



Imprima este artigo






 
 
 
Clínica Deckers
Av. Europa, 887 - Jd. Europa - São Paulo / SP
Tel.: (11) 3065 1299
contato@clinicadeckers.com.br