:: ORIENTAÇÕES MÉDICAS
     ORTOPEDIA
    FISIOTERAPIA
     ONDAS DE CHOQUE
     PST® / TRAT. ARTROSE
     MEDICINA ESPORTIVA
     NUTRIÇÃO
     CARDIOLOGIA
     PNEUMOLOGIA
    DERMATOLOGIA
    PEDIATRIA
    • TEMAS GERAIS
    PRIMEIROS SOCORROS
 
 :: SESSÕES ESPECIAIS
    As dúvidas mais     freqüentes sobre:
    ARTROSE
    ARTROSE
        TRATATADA POR PST®
     PRÓTESES
        (ARTOPLASTIAS)
 
 CUIDADOS COM O APARELHO GESSADO
 
Voltar Para A Página Inicial
Fale Conosco Adicione Esta Página Nos Seus Favoritos Imprima esta página
 

O que é um aparelho gessado?

O aparelho gessado é uma estrutura de suporte que envolve uma parte lesionada do corpo com a finalidade de protegê-la, imobilizá-la e permitir-lhe a cura.

Pode ser feito de gesso ou de fibra de vidro e é, na maior parte das vezes, usado em casos de fraturas, mas em alguns casos de rompimento de ligamentos ou de tendões e de pós- operatórios. A fibra de vidro, apesar de mais cara, é mais leve, não suja tanto e dura mais.


Como é colocado?

O médico coloca, inicialmente, uma camada de proteção e acolchoamento (algodão) sobre a área lesionada.

O material, que estará molhado, será enrolado como uma bandagem sobre o acolchoamento e endurecerá em alguns minutos.


Como é removido?

É removido pelo médico, com uma serra especial para aparelho gessado. Essa serra é desenhada com a finalidade de não lesionar a pele do paciente.

O aparelho gessado deve ser removido apenas pelo médico.


Por quanto é preciso usá-lo?

Depende da lesão. Algumas lesões se curam dentro de poucas semanas e outras levam vários meses.


Por quanto tempo é preciso usá-lo?

Depende da lesão. Algumas lesões se curam dentro de poucas semanas e outras levam alguns meses.


O gesso pode molhar?

A maioria dos aparelhos gessados não deve ser molhada, pois neste caso poderá quebrar.

O aparelho gessado feito de fibra de vidro não se despedaça ao ser molhado, mas o acolchoamento por baixo pode começar a cheirar mal e machucar a pele.

Quando o paciente for tomar banho, tanto de chuveiro quanto de banheira, deve colocar o aparelho gessado dentro de um saco plástico reforçado e amarrá-lo com um elástico.

Se, mesmo assim, o gesso molhar, uma sugestão é secá-lo com secador de cabelos, regulado na temperatura fria – não usar jamais calor para secá-lo, para não se queimar.

Já existem aparelhos gessados, revestidos por uma capa especial, permitem até que o paciente nade com ele.


Após a colocação do aparelho gessado, quais são as preocupações?

A lesão pode continuar a inchar e para diminuir esse edema o paciente deve elevar a área lesionada acima da altura do coração.

Sinais de inchaço incluem:

• Dores severas e persistentes,

• Dedos da mão ou do pé dormentes, doloridos ou sem poder mexê-los,

• Mudança da coloração do leito das unhas das mãos ou dos pés.

Algumas vezes, a parte do corpo engessada infecciona. Sinais de infecção incluem:

• Saída de secreção entre a pele e o aparelho gessado,

• Dor,

• Febre.

Após algum tempo, o aparelho de gesso pode ficar largo ou apertado, como também pode se afinar e enfraquecer devido ao desgaste causado pelo uso, nesses casos, o médico deve ser consultado imediatamente.


O que fazer em relação à coceira?

Muitas pessoas sentem coceira na região coberta pelo aparelho gessado. Em nenhuma hipótese o paciente deve enfiar as unhas ou qualquer objeto dentro do aparelho para se coçar. Além de machucar a pele, isso pode causar infecção.

Algumas vezes, para aliviar um pouco a coceira deve-se colocar um pouco de talco dentro do aparelho gessado ou usar um secador de cabelos ajustado na temperatura fria.


Quão ativo se pode ser enquanto estiver usando o aparelho gessado?

Depende da lesão. Certifique-se de perguntar ao médico sobre esse assunto.


 
 
   
     
 

 
© Clínica Deckers - Av. Europa, 887 Jd. Europa - São Paulo / SP - Tel.: (11) 3065 1299
 
História da Clínica Deckers Horários de Atendimento Mapa de Acesso Especialidades Atendidas Quem Faz Parte da Clínica Deckers Entre em Contato